Alugar ou Comprar um Imóvel?

Hoje pela manhã acordei me recordando de uma frase dita pelo professor Edgar Abreu, em uma das inúmeras vídeo-aulas assistidas por mim enquanto me preparava para uma prova de certificação da Anbima.
Ele, como bom economista e conhecedor do mercado financeiro, logo tratou de explicar sua teoria, desmistificando a frase conhecida da maioria da população brasileira.
 

“Quem compra terra não erra”.

Perguntei-me por que essa obsessão do país em investir em patrimônio imobiliário. Como surgiu esse mito?
Por que até hoje com o acesso a informação e com o surgimento de inúmeros produtos de investimentos, ainda existe essa premissa, que paira com uma verdade absoluta.
Realizando uma rápida pesquisa, conseguir apontar alguns motivos que podem ajudar a explicar esse fato.
Você sabe quantas moedas o Brasil teve desde a década de 60 até hoje?

Anos 60

Moeda: Cruzeiro novo
Símbolo: NCr$
Fez sua estreia no dia 13 de fevereiro de 1967; na ocasião, mil cruzeiros passaram a valer 1 cruzeiro novo (Cr$ 1 000 = NCr$ 1)

Anos 70

Moeda: Cruzeiro
Símbolo: Cr$
Em 15 de maio de 1970, sai o “novo” do nome da moeda, que voltou a ser só cruzeiro; não houve corte de zeros; 1 cruzeiro novo passou a valer 1 cruzeiro (NCr$ 1 = Cr$ 1)

Anos 80

Moeda: Cruzado
Símbolo: Cz$
Um pacote econômico divulgado pelo governo lançou o cruzado em 28 de fevereiro de 1986; mil cruzeiros passaram a valer 1 cruzado (Cr$ 1 000 = Cz$ 1)

Anos 80

Moeda: Cruzado novo
Símbolo: NCz$
Após menos de três anos, novo corte de zeros com o surgimento do cruzado novo em 16 de janeiro de 1989; mil cruzados passaram a valer 1 cruzado novo (Cz$ 1 000 = NCz$ 1)

Anos 90

Moeda: Cruzeiro
Símbolo: Cr$
O velho cruzeiro é ressuscitado em 16 de março de 1990, mas dessa vez a mudança não implica corte de zeros; 1 cruzado novo passou a valer 1 cruzeiro (NCz$ 1 = Cr$ 1)

Anos 90

Moeda: Cruzeiro real
Símbolo: CR$
Em outra troca recorde, é criado o cruzeiro real em 1º de agosto de 1993; com a nova mudança, mil cruzeiros passaram a valer 1 cruzeiro real (Cr$ 1 000 = CR$ 1)
Não está entendendo o que essa conversa de moeda tem haver com o assunto? Calma, vamos chegar lá.
Finalmente, em 1° de julho de 1994, surgia o Real.
2 750 cruzeiros reais equivaliam a uma Unidade Real de Valor (URV), que valia 1 real (CR$ 2 750 = URV 1 = R$ 1)
Moeda que até hoje é utilizada na economia brasileira.
Ainda não entendeu como isso tudo vai ajudar na escolha de comprar ou alugar o imóvel? Por que existe o mito de que sempre comprar um imóvel é o melhor investimento?
Simples. Uma moeda fraca causou a insegurança no investidor, que preferia ter um bem sólido, tangível, que mesmo com uma oscilação econômica se manteria visível, “seguro”.
Pois bem, agora podemos chegar ao verdadeiro motivo do texto.

Com a estabilidade da inflação ocorrida no plano real investir numa moeda que tem longevidade também tornou-se seguro.

Fazendo um calculo simples. O preço do metro quadrado para a compra de um imóvel na minha região é de R$3.140,26. O preço médio da locação por metro quadrado é de R$17,95. Dividindo o preço da locação pelo preço de venda vamos encontrar uma taxa de 0,57% ao mês, o que seria a rentabilidade aproximada dos alugueis. Se multiplicarmos esse resultado por 12 vamos chegar a 6,84% ao ano.
O equivalente a aplicação da caderneta de poupança, isso que não consideramos o imposto pago por quem recebe o aluguel (27,5%), tempo de vacância, IPTU, custo com manutenção entre outros fatores (pensando em livrar-se desses problemas, considere os fundos imobiliários).
Você pode estar falando agora: Mas não foi considerada a valorização do imóvel?
Pois bem, calculando o IGPM dos últimos 12 meses, que foi de 6,66%, descontada da inflação do período, que foi de 5,35%, temos um acréscimo no rendimento de 1,31% por ano.
Ainda assim, sempre alguém vai dizer outra frase clássica no nosso país: “Ah, é melhor pagar R$ 1.000,00 no que é meu do que rasgar R$ 700,00”. Será mesmo?
Calculo simples. R$1.000,00 pago de financiamento, menos R$ 700,00 pago de aluguel é R$ 300,00.
R$ 300,00 por mês, investidos por 30 anos (período médio dos financiamentos de imóveis no país), com rentabilidade de 1% ao mês equivalem à R$ 1.048.489,24.

Curso Investindo em Imóveis de uma forma inteligente
Clique na imagem e conheça os Fundos Imobiliários >>

Ai o leitor já está dizendo, “texto tendencioso, o autor não descontou a inflação do período”.
Não vou mais fazer cálculos para explicar isso. Somente algumas perguntas.
Em 1° de julho de 1994 quando surgiu o plano real, R$1.000.000,00 era muito dinheiro?
Hoje R$1.000.000,00 é muito dinheiro? (Se alguém responder depende, entre em contato que vou informar o numero da minha conta bancaria. Se esse valor é considerado baixo, não vai ter objeções em fazer uma doação).
Não foi descontada a inflação de 1994 até 2017 e continua sendo uma quantia considerável.
Com todos esses argumentos só consigo concluir um coisa. Que a pergunta mais frequente no escritório da Experato, sempre foi respondida corretamente.
Qual é o melhor investimento? Resposta: Depende do objetivo do cliente.
Quais são os seus objetivos?

Artigos relacionados