6 dúvidas sobre a Previdência Privada

O assunto Previdência, geralmente ao final do ano, ganha força, pois é nessa época que os investidores procuram iniciar uma previdência privada para abater a contribuição do cálculo do imposto de renda pessoa física.
Somado a isso, nos últimos dias. o assunto Previdência Social ganhou ênfase devido à mudanças e reformas propostas pelo Governo.
Com a repercussão sobre a Reforma da Previdência Social, têm-se dúvidas sobre a Previdência Privada, já que esta pode ser uma solução para quem pensa em ter um investimento futuro que ajude a manter o padrão de vida atual, complementando a Previdência Social.
Nesse artigo procurarei elucidar 6 dúvidas que acredito serem as mais frequentes de quem realiza investimentos em Previdência Privada.

Além de um retorno de previdência, posso ter outros benefícios?

Sim, correto! Além da aposentadoria, é possível agregar seguro contra invalidez ou seguro de vida, tornando a previdência Privada com um alcance ainda maior, solucionando mais possíveis problemas e gerando mais tranquilidade ao beneficiário.

Previdência Privada é para longo prazo?

Correto! A Previdência Privada deve ser encarada como um investimento visando uma tranquilidade futura, procurando manter um nível de qualidade de vida, similar ao momento atual, sendo necessário um planejamento para isso e levando em conta a inflação, que é a perda do poder de compra através do tempo.

Posso perder tudo se a empresa que administra os planos quebrar?

Sim, mas isso é muito difícil de acontecer. A Lei COmplementar 109, além da grande fiscalização da SUSEP (Superintendência de Seguros Privados) faz com que mensalmente as empresas de seguros e previdência enviem seus balancetes para controle e averiguação de capitais mínimos necessários. Apesar do Brasil, como País, ter muito que evoluir, quanto a regulamentação e legislação financeira, somos tidos como modelo para muitos países do mundo, sendo inclusive copiados. Todo esse arcabouço jurídico, torna muito difícil a quebra de um plano de previdência, assim como seguradora. É indicado sempre investir através de empresas que tenham credibilidade, sejam reconhecidas pelo mercado e que cujos produtos

A Previdência Privada é um bom investimento?

Sim, porém é necessário comparar SEMPRE antes de investir. A maioria dos Fundos de Previdência, focados em renda fixa, perde para investimentos em CDB/LCI/LCA e investimentos de renda fixa tradicionais, devido a taxa de administração e taxa de carregamento (há fundos que não cobram taxa de carregamento que é a taxa de entrada, sendo similar a um “pedágio” para entrar no fundo de previdência). Sendo assim, é vital a comparação de planos de previdência e retorno dos fundos, além de ficar atento aos custos e taxas. Sempre focar em Fundos de Previdência Privada que tenham uma boa rentabilidade para a categoria escolhida, não tenham taxa de carregamento e que a taxa de administração seja baixa.

Baixe agora gratuitamente o e-book sobre previdência privada >>

Além do possível abatimento no cálculo do imposto de renda, qual outra vantagem da Previdência Privada?

Através da Previdência do tipo PGBL e com a declaração completa de imposto de renda é possível diminuir em 12% o cálculo para pagamento do imposto de renda. Outra grande vantagem da Previdência é que a contribuição serve como um “compromisso” mensal, onde a cada mês um valor é separado com esse intuito, podendo ser débito em conta, para facilitar.

Como a Experato pode ajudar você?

Da mesma maneira que somos um shopping Center Financeiro com vários produtos de renda fixa com mais de 40 bancos em apenas uma plataforma, também dispomos de vários Fundos de Previdência Privados, sem taxas de carregamento, com maior rentabilidade e menores taxas de administração, nessa mesma plataforma.
Mande-nos um e-mail e podemos fazer um comparativo sem compromisso: eliseu@experato.com.br ou contato@experato.com.br
Um grande abraço e conte conosco!

Baixe agora gratuitamente o e-book sobre previdência privada >>

Artigos relacionados