Diversificação

Você já deve ter ouvido aquele ditado:

 “Não coloque todos os ovos em uma única cesta.”

Esse ditado pode ser traduzido para o mundo dos investimentos como Diversificação!

A diversificação, nada mais é do que investir em ativos com diferentes características, com o objetivo de reduzir o risco potencial de sua carteira de investimentos.

Existem inúmeros estudos que comprovam que a diversificação reduz o risco de uma carteira.

Imagine que você possui uma padaria, onde sua principal matéria prima é o trigo.

Agora imagine que nos últimos meses, tenha chovido acima do esperado no país e as plantações de trigo tenham sido destruídas. 

Com isso, o preço do trigo irá aumentar, e consequentemente, você terá que repassar esse aumento para seus produtos. Um reflexo possível será a redução de suas vendas.

Todos seus concorrentes deverão ser afetados da mesma forma, porém outros setores, como uma loja de carros, não serão impactados por esse evento. 

Esse exemplo nos ensina duas lições. 

A primeira, como já falamos, é diversificar seus investimentos. No exemplo, se você só tivesse a padaria, você teria sua renda afetada completamente. 

A segunda lição, é que não adianta investir em dois negócios diferentes que estejam diretamente conectados, pois caso ocorra uma situação que afete o setor, ambas serão impactadas da mesma forma.

Trazendo para o mercado financeiro, caso você invista em renda variável, é importante que você diversifique em fundos imobiliários e ações de empresas de diferentes setores e de diferentes localidades geográficas, por exemplo.

Para investidores de renda fixa, também é possível diversificar, com títulos de diferentes emissores, prazos e atrelados a diferentes índices.

 

Tem dúvidas de como diversificar seus investimentos?
Busque um assessor de investimento qualificado e de sua confiança.

Artigos relacionados