Grandes Investidores: John Bogle, o criador dos fundos passivos


Quem vos escreve aqui é o Eliseu. Desde o início da minha jornada no mundo de investimentos procurei ler, estudar e buscar mais e mais conhecimento. Hoje, passados 15 anos, sigo aprendendo, mas posso garantir para vocês que o que mais me ajudou nessa caminhada, foi estudar o que os grandes mestres, os grandes nomes, grandes gestores de mercado fizeram e ensinaram. Por isso resolvi compartilhar com vocês aqui, o que aprendi, através dessa série “Grandes Investidores”. Espero que os ajude, assim como esses ensinamentos têm me ajudado a ser um investidor melhor.
John Bogle – Biografia
John Bogle Carl Icahn, nasceu em  nasceu em Montclair, New Jersey, em 8 de maio de 1929, falecendo em 16 de janeiro de 2019, sendo um filantropista, dono de negócios e investidor.
Ele foi considerado o “pai dos index funds” ou fundos passivos, sendo considerado o primeiro a criar um fundo indexado.
Passou pela Grande Depressão de 29 e viu sua família também sofrer…Seu pai teve que vender a casa da família, acabou por separar-se da mãe dele, e acabou caindo no alcoolismo. Apesar dos pesares, ele e o irmão foram para a excelente universidade de Princeton University onde estudaram economia e investimentos, focando nos fundos mútuos (espécie de fundos multimercados do Brasil). Sua tese de doutorado focou no papel econômico de empresas de investimentos.
A Fortune nomeou ele como um dos 4 maiores investidores do Século XX. Enfrentou vários problemas com sua saúde, principalmente o coração e ao redor dos 45 anos foi diagnosticado com pouco tempo de vida.
Tinha um patrimônio de US$ 180 milhões quando faleceu, em 2019.
Era conhecido por ser muito ético e ser um crítico do que acontecia em Wall Street.
O que ele fez? 
Fundou a Vanguard em 1975, com “apenas” US$ 1,8 bilhões de ativos sob gestão (asset under management). Lançaram seu primeiro fundo de índice (index fund – fundo que segue um índice e não uma gestão ativa) em 1976. No início ele foi ridicularizado por escolher seguir o mercado ao invés de bate-lo como os fundos da época.
Sua tese era bem simples! Já que a maioria dos investidores não obtém retorno acima da média do mercado o objetivo dos fundos é acompanhar o mercado com o mínimo de custo possível! Demorou anos mas sua estratégia passiva se mostrou acertada.
Fundo Vanguard Index é um dos que mais chegam perto do retorno de mercado devido ao baixo custo.
Principais pensamentos sobre investimentos
Focava nos custos baixos ao investir, preferindo fundos passivos que fundos ativos e custos mais altos. Dizia que a diferença para ele entre investir e especular estava no horizonte de tempo, sendo que investir é tentar capturar retornos no longo prazo com menor risco, enquanto que especular é se preocupar em atingir retornos em um curto período de tempo.
Focava e insistia na superioridade dos fundos indexados comparados com os fundos mútuos ativos e que a maioria dos investidores não deve perder tempo querendo bater o mercado pois isso é muito difícil para a maioria dos mortais, focando na simplicidade e no senso comum.
Percentual de fundos ativos que falham em bater a média do mercado.
Segundo Bogle, há 8 regras básicas para os investidores:

  1. Selecione os fundos que tenham os menores custos;
  2. Considere com cuidado os custos de assessoria, só pague por aquilo que de fato gere valor para você ou no caso dessa assessoria apresentar retornos acima do mercado;
  3. Não superestime o retorno passado do fundo, passado não é certeza que irá acontecer o mesmo no futuro;
  4. Ao mesmo tempo, use o passado para determinar consistência e o risco;
  5. Cuide com as estrelas (por estrelas, entende-se os gestores famosos ou fundos famosos);
  6. Cuide do tamanho do fundo (quanto maior, mais difícil o retorno, pois fundo perde “mobilidade”);
  7. Não tenha muitos fundos;
  8. Compre seu portfólio de fundo e mantenha por um bom tempo.

Um grande abraço,
Eliseu

FONTE: https://bugg.com.br/2019/08/08/grandes-investidores-john-bogle-o-criador-dos-fundos-passivos/

Artigos relacionados