Planejamento Financeiro é Sinônimo de Educação Financeira. É Inteligente, Estratégico e Tático!

Atualmente a nossa economia sofre variações e é vulnerável a fatores globais! Sim, não importa onde estejamos localizados e se atuamos ou não no mercado de trabalho.
Neste contexto, Planejamento Financeiro é um processo racional, estratégico, que torna-se uma ferramenta, utilizado para administrar sua renda, seus investimentos, suas despesas, seu patrimônio, suas decisões e até mesmo duas dívidas. E o objetivo deste planejamento é tornar realidade seus sonhos, desejos e aspirações, como por exemplo aquisição da casa própria, poupar para educação dos filhos, fazer a viagem dos sonhos, investir de acordo com o perfil pessoal, ser bem sucedido na carreira profissional, pagar menos impostos de maneira lícita, tornar-se um empresário, aposentar-se confortavelmente, preparar sucessão familiar e atingir a tão sonhada independência financeira.
O planejamento das finanças não busca apenas o sucesso financeiro, ele é altamente relevante para o sucesso pessoal e profissional, é o seu plano de vôo, sua carta de navegação. Mostrará onde você está, onde quer chegar e indicará os possíveis caminhos que pode percorrer.
A elaboração de um bom planejamento financeiro pessoal exige conhecimento, sobre investimentos, gestão de riscos, tributação, sucessão, seguros, previdência, mercado financeiro, imobiliário, ética e estratégia.
É de extrema importância conhecer finanças pessoais para podermos tomar decisões assertivas, pois temos que tomar decisões financeiras ao longo de toda nossa vida, a todo momento, não somente investidores precisam tomar este tipo de decisão, mas sim todo indivíduo.
Para desmistificarmos ainda mais este tema relaciono abaixo alguns erros, bastante comuns, sobre planejamento financeiro:

  1. Esperar momentos de crise (pessoal, familiar, empresarial ou social) para ter a iniciativa de fazer um Planejamento Financeiro;
  2. Pensar que Planejamento Financeiro é apenas para pessoas ou grupos familiares que possuem muito dinheiro;
  3. Pensar que Planejamento Financeiro é algo somente para quando você ficar velho;
  4. Confundir Planejamento Financeiro com Investimentos e mercado financeiro;
  5. Pensar que utilizar os serviços de um Consultor Financeiro significa perder o controle de suas finanças pessoais;
  6. Acreditar que Planejamento Financeiro é o mesmo que Planejamento Tributário;
  7. Tomar decisões financeiras sem entender seus efeitos em sua situação global, sem quantificar e qualificar sua atual situação;
  8. Ter aversão quanto a reavaliações periódicas em seu Planejamento Financeiro;
  9. Não estabelecer objetivos financeiros mensuráveis e alcançáveis;
  10. Esperar retornos irreais para seus investimentos e/ou projetos futuros;

Todo Planejamento Financeiro deve ser estratégico, acompanhado de um plano de ação (tático), caso contrário não passará de uma mera lista de desejos, daquelas escritas em um revellion qualquer.
Lembrei de uma frase do maior ídolo:
“No que diz respeito ao empenho, ao compromisso, ao esforço, à dedicação, não existe meio termo! Ou você faz uma coisa bem feita ou não faz.” (Ayrton Senna)
Pense nisso! Um abraço e até breve!
Aceite o Chamado para a Riqueza: Entenda o Jogo das Finanças

Artigos relacionados