Métricas Financeira – Payback Simples, Payback Descontado e Índice de Lucratividade

1.1.1 Payback simples

Conforme Ross et al. (2015) o payback é um indicador que serve para facilitar a visualização do investimento de maneira rápida, sendo que o payback tem a característica de identificar a quantidade de períodos necessária para obter o retorno do recurso aplicado inicialmente em um projeto.

De acordo com Guedes (2020), o payback simples fornece um resultado no formato de tempo, ou seja, em quanto tempo o investidor terá o retorno do capital investido. 

O exemplo ilustrado na Figura 18 serve para facilitar a visualização do conceito apresentado.

No exemplo de fluxo de caixa, considerando os períodos em anos, houve uma aplicação (saída) no momento zero do projeto no valor de cinquenta mil unidades monetárias, no período 1 houve um retorno (entrada) de trinta mil, no período 2, vinte mil e no período 3 de dez mil unidades monetárias. 

Observa-se que nos dois primeiros anos ocorreu a entrada de caixa equivalente a saída inicial, como o payback é o prazo necessário para ter o retorno do investimento, nesse exemplo, o payback é de dois anos. 

Ainda de acordo com Ross et al. (2015), o payback é muito utilizado para filtro na seleção de projetos, investidores que querem o retorno do principal investido em um determinado período, não aceitaram projetos com payback maior que o exigido, por mais que possa ter uma projeção de margem maior.

1.1.2 Payback descontado 

O payback descontado é parecido com o payback simples, a única diferença é que nesse, os fluxos de caixa são descontados pela taxa mínima de atratividades (GUEDES, 2020).  Após esse desconto, verifica-se qual prazo necessário para esse fluxo de caixa descontado ser o mesmo montante da aplicação inicial (ROSS et al. 2015).

A Equação (4) mostra o cálculo do payback descontado:

Onde VP (Valor Presente): é o resultado que a equação busca, trazer a valor presente os fluxos futuros descontados, e comparar com o investimento inicial; VF (Valor futuro): valor entrada de caixa projetada de acordo com o período; i: Taxa de desconto (TMA); n: número de períodos do fluxo de caixa.

Para maior absorção, será apresentado um exemplo através da Figura 19 e posteriormente a utilização da equação do payback descontado.

Figura 19: Fluxo de caixa

Para o exemplo da Figura 19, imagina-se que um investidor tenha a exigência de utilizar uma taxa mínima de atratividade de 15%. Com essa informação de taxa de desconto, já é possível calcular o payback descontado.

Observa-se que foi feito uma aplicação de noventa mil no momento zero do projeto e tem uma projeção de trinta e cinco mil de entrada, entre o período um e o cinco. Após a utilização da fórmula, verifica-se que somando os quatro primeiros períodos, terá o retorno do valor aplicado inicialmente, ou seja, o payback descontado está entre o terceiro e o quarto período. 

Entretanto, somente com essas informações não é possível identificar o momento exato do retorno da aplicação, por isso a maneira mais precisa para desenvolver o cálculo é por uma planilha no Microsoft Excel, e com ela é possível encontrar o prazo exato para ter o retorno do investimento inicial. A Figura 20 apresenta o cálculo do payback descontado utilizando o software. 

Figura 20: Cálculo exemplificando o payback descontado.

Fonte: Autor (2022)

Na primeira coluna tem o período, na segunda, o fluxo de caixa projetado, na terceira é calculado o fluxo descontado, utilizando a Equação (4), já na quarta coluna é realizado o saldo a ser pago do projeto, subtraindo a entrada do fluxo descontado pelo valor aplicado no momento zero.

Observa-se que o payback descontado ficou entre o período três e o período quatro, e para saber o tempo exato do retorno é apresentado o cálculo a seguir:

O cálculo realizado, utilizou os 10087,12 que faltou para pagar o projeto no ano três e dividiu pelo fluxo descontado de 20011,36 do ano quatro, para buscar identificar quanto tempo do ano quatro seria necessário para quitar esse valor restante.

Sendo assim, para ser mais preciso, quanto ao tempo necessário para obter o retorno do capital investido inicialmente no exemplo anterior, será de três anos, seis meses e um dia.

1.1.3 Índices de lucratividade

Conforme Peris (2020), o índice de lucratividade busca verificar quanto de margem bruta será ganho para cada um real aplicado no momento zero do projeto, e para isso é utilizado o fluxo de caixa.

Ainda de acordo com Peris (2020), a Equação (5) a seguir, facilitará a compreensão de como obter esse indicador financeiro.

Sendo o PV Desembolsos, o valor patrimonial investido ou desembolsado no momento zero do projeto. Para melhor absorção, será utilizado um exemplo utilizando o fluxo de caixa da Figura 19. Nesse fluxo teve um capital aplicado no momento zero noventa mil e, posteriormente, entradas de caixa, todas no valor de trinta e cinco mil, sendo desde o período um até o quinto.

Para esse cálculo será utilizada a Equação (1) de VPL abordada anteriormente e considerando uma TMA de 15% para fins didáticos.

Encontrado o VPL, agora será realizado o cálculo do IL.

Com o IL calculado é possível dizer que para cada $1,00 investido nesse projeto, deve retornar $1,30, considerando uma TMA de 15%.

Artigos relacionados

plugins premium WordPress