Qual é o melhor investimento para realizar em 2023?

Qual é o melhor investimento para realizar em 2023?

Você terá nesse artigo dados importantes que poderão ajudar você ao realizar os seus investimentos.

Sempre quando conseguimos guardar algum valor, ou quando já possuímos uma boa reserva de recursos financeiros, nos questionamos sobre qual seria o melhor investimento para realizar? Qual é o melhor investimento para realizar em 2023?

O melhor investimento para 2023?
O melhor Investimento para 2023?

Estamos falando de uma pergunta que possui diversas respostas, a pergunta é subjetiva e a resposta depende de alguns fatores primordiais. O melhor investimento para realizar vai depender de um contexto e principalmente de pelo menos 2 fatores: prazo e perfil de investimentos.

Saber a resposta para esses 2 pontos é extremamente importante para que você realize a alocação dos seus recursos na melhor opção para aquilo que você precisa.

Com relação ao prazo, há investimentos com prazos distintos (6 meses, 1 ano, 2 anos, 5 anos, 10 anos), onde, é possível que você sofra um “pênalti” caso solicitar o resgate antecipado, o que impactaria na rentabilidade. Já com relação ao perfil de investimentos, cada um de nós possui uma propensão ao risco, e saber o seu perfil é extremamente importante, para escolher o investimento que fique adequado àquilo que esperamos.

Nesse artigo vou apresentar dados históricos, que serão ferramentas para que você possa ter um ponto de partida para tomar a decisão com relação ao seu investimento. Assim você terá um parâmetro histórico com relação aos principais benchmarks do mercado.

1-BENCHMARKS

O Benchmark é uma medida ou até uma referência que há no mercado financeiro e é utilizada principalmente, para avaliar o desempenho de um investimento ou de uma carteira de investimentos. É um indicador que serve como ponto de comparação para verificar se o desempenho de um ativo/carteira é bom ou ruim, inclusive, é um meio de parametrizar e chegar na resposta de qual é o melhor investimento.  Há diversos indicadores que servem como benchmarks no mercado financeiro brasileiro, cada um com suas características.

  • – TAXA DI (CDI)

O CDI é a sigla para Certificado de Depósito Interbancário, um instrumento financeiro de curto prazo utilizado pelos bancos para emprestar dinheiro entre si. O CDI é emitido por instituições financeiras e negociado no mercado interbancário.

Esse certificado possui uma taxa, que é justamente a taxa que os bancos utilizam para negociar entre si, a qual é calculada diariamente, conforme operações realizadas entre os bancos. Essa é a Taxa DI, que é um indicador financeiro e é uma referência para diversos investimentos, principalmente no mercado de renda fixa, como CDB’s, LCI’s, LCA’s entre outros, ou seja, serve como um benchmark no mercado financeiro.

  • – IPCA

O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) é o indicador que mede a inflação oficial do Brasil. Ele é calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e mede a variação de preções de uma cesta de produtos e serviços consumidos pelas famílias brasileiras com renda entre 1 e 40 salários mínimos.

Nos investimentos o IPCA é utilizado como benchmark, principalmente, para aqueles sujeitos a oscilação conforme a inflação. Há diversos investimentos, principalmente em renda fixa, que possuem sua rentabilidade atrelada ao IPCA, como CDB’s, NTNB’s, LCI’s, LCA’s, entre outros.

  • – IBOVESPA

O Ibovespa é o principal índice da Bolsa de Valores do Brasil (B3), que reflete o desempenho médio das ações mais negociadas e representativas do mercado de capitais brasileiro. Ele é composto por cerca de 80 ações de empresas de diferentes setores da economia, como bancos, siderúrgicas, petroquímicas, entre outras. Em outras palavras, ele serve de parâmetro para saber se um investimento em ações performou bem ou não. Podemos dizer também que, é um balizador para análises e saber qual foi o melhor investimento nessa classe de ativos.

O índice é divulgado em tempo real e é usado como referência para investidores e gestores de fundos de investimento, que podem utilizar o Ibovespa como uma medida do desempenho médio do mercado de ações brasileiro, portanto, é o principal benchmark para o mercado de ações.

  • – IFIX

O IFIX é um índice que reflete o desempenho médio dos Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs) listados na bolsa. Ele é composto por FIIs de diversos tipos, como fundos de lajes corporativas, shopping centers, galpões logísticos, entre outros.

Assim como o Ibovespa, o IFIX é calculado pela B3 e sua composição é revisada periodicamente. O cálculo do índice leva em consideração o valor de mercado dos FIIs e o volume de negociações desses fundos. O IFIX é um importante indicador do mercado imobiliário brasileiro e pode ser utilizado como referência para investidores interessados em investir em FIIs.

2 – Dados Históricos: 

O objetivo desse artigo não é, simplesmente, dizer a você qual é o melhor investimento para 2023. A resposta para esse questionamento é extremamente subjetiva e depende de N variáveis, a depender de cada investidor. Mas, entregarei a você um ponto de partida para que você possa tomar sua decisão.

Nessa linha, decidi elaborar um compilado de dados, referente aos principais benchmarks do mercado de capitais do Brasil. A baixo, você pode conferir os dados históricos, com valores acumulados de 1 ano, 5 anos, 10 anos, 15 anos, 20 anos e 25 anos, assim como, a média anual desses períodos acumulados, para cada um dos índices. Como vimos anteriormente, todos esses índices servem de parâmetro para os investimentos no Brasil, porém, cada um deles para um determinado perfil de investimentos.

Tempo (anos) IFIX Média IBOVESPA Média IPCA Média CDI Média
1 2,22% 2,22% 4,69% 4,69% 5,78% 5,78% 12,33% 12,33%
5 28,78% 5,19% 43,63% 7,51% 31,68% 5,66% 35,92% 6,33%
10 82,23% 6,18% 80,03% 6,06% 79,71% 6,04% 130,98% 8,73%
15 71,77% 3,67% 137,01% 5,92% 278,65% 9,28%
20 873,82% 12,05% 217,40% 5,94% 729,80% 11,16%
25 976,19% 9,97% 351,33% 6,21% 2087,96% 13,14%
Fonte: BACEN, B3. Elaborado pelo autor.

Qual é o melhor investimento?

Com essa tabela, você consegue ter um parâmetro para os principais indicadores de desempenho do mercado de investimento do Brasil. O índice que acaba se destacando é a Taxa DI, que venceu todos os demais indicadores, no longo prazo.

Com relação a média dos indicadores, é possível perceber que em determinados períodos o IBOVESPA consegue fazer frente a taxa DI, o que evidencia os momentos de Bull Market do mercado brasileiro.

Além disso, sobre o Ibovespa, é necessário pontuar que por ele se tratar de um índice Total Return, ele considera a distribuição de proventos realizado pelas empresas, ou seja,  os dividendos distribuídos pelas empresas ao longo do tempo são considerados no índice

Com relação ao IPCA, para você que aloca em títulos de renda fixa IPCA+, um bom parâmetro para escolha é comparar o IPCA com os demais indicadores e ver a diferença IPCA x Indicador escolhido, dessa forma, você pode ter uma base para saber se um título IPCA+6% para o longo prazo, é uma boa taxa ou não. Ao comparar com Ibovespa, assim como, com o CDI, podemos perceber que uma taxa IPCA+6% foi vencedora em boa parte do período.

Sobre o IFIX, ainda se trata de um indicador novo, que possui um histórico menor em relação aos demais, até o momento esse índice tem acompanhado o IPCA e da mesma forma que o IBOVESPA, esse índice é total return e considera os rendimentos distribuídos.

Espero que essas informações sirvam como base para você, caro leitor, identificar qual é o melhor investimento, considerando o seu perfil e os seus objetivos, sejam eles de curto, médio ou longo prazo.

Artigos relacionados

plugins premium WordPress