Reserva de Emergência: para que serve?

Milhares de brasileiros sofrem para pagar as contas no final do mês e não conseguem guardar dinheiro para essas situações. Isso acontece pela falta de conhecimentos sobre educação financeira. Quando não se tem uma reserva de emergência, tanto o presente quanto o futuro ficam comprometidos.

Confira com o assessor de investimentos, Jhonathan Victor Teixeira, os principais pontos sobre Reserva de Emergência.

 

Reserva de Emergência: para que serve?

Objetivo da reserva de emergência:

Tem como objetivo a disponibilidade de caixa a curto prazo, caso venha acontecer uma necessidade inesperada.

Qual o tempo ideal?

Varia entre seis meses a um ano, dependendo muito dos gastos seus gastos, você também deve se observar o seu regime de trabalho, pois um autônomo não tem os mesmos direitos de um trabalhador com CLT.

Quais são as despesas essenciais?

São as despesas de residência, alimentação, saúde, transporte e educação.

Onde investir a reserva de emergência?

Como será usada em caso de urgência é fundamental a aplicação correta desse investimento. As principais características para aplicar acertadamente, seria buscando aplicações seguras, aplicações com boa liquidez e também com baixo risco.

Dica importante: você deve ficar atento à questão tributária, pois a aplicação em renda fixa com resgate até 182 dias tem uma tributação de 22,5%,  a maior do mercado . Um exemplo de aplicação que possui essa tributação é o Certificado de Depósito Bancário, CDB.

Se você busca uma aplicação com maior rentabilidade e livre de imposto de renda, pesquise sobre as Letra de Crédito do Agronegócio, LCAs e Letra de Crédito Imobiliário, LCI.

Lembre-se: CDBs, LCAs e LCIs dispõem do fundo garantidor de crédito, outro exemplo de aplicações são os fundos de investimentos, existem os tributáveis e os não tributáveis, mas a diferença é que esses não possuem fundo garantidor de crédito.

Amigo leitor, conte sempre conosco para fazer os melhores investimentos. Abra sua conta sem pagar nada e veja como é simples e fácil começar a investir.

As informações contidas neste artigo e vídeo não são recomendações de compra.

Inscreva-se no canal para receber mais dicas

Artigos relacionados