"Brasil pode puxar recuperação das commodities", diz diretor do Banco Mundial

O diretor do Banco Mundial para Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai, Máximo Torero, afirmou em palestra na Bolsa de Cereais de Buenos Aires ontem (27.09) que o Brasil tem um papel central na recuperação dos preços internacionais das commodities e para aumentar o crescimento das economias da América Latina.
“Que o Brasil volte a crescer pode ajudar muito no valor das commodities. Pelo tamanho da economia também vai gerar mais demanda para os países vizinhos e que a América Latina recupere o crescimento de anos anteriores. Sendo mais demanda para produtos agrícolas ou industriais,” declarou Torero.
O diretor regional do Banco Mundial também avaliou que os produtores rurais latino-americanos devem tomar todas as medidas que puderem contra a volatilidade dos mercado. Segundo Torero, os mercados estarão mais voláteis em função das mudaças climáticas constantes.



“Uma excelente ferramenta é utilizar as bolsas para se proteger da volatilidade dos preços, como já fazem muitos produtores argentinos, e outros produtores latinos poderiam usar mais. Outra ferramenta é copiar o modelo de seguro agrícola do México que é o mais barato do continente. Funciona sem subsídios,” sugeriu o economista que é doutor pela Universidade da Califórnia.
Ele ainda concluiu que a Argentina terá o maior crescimento da região nos próximos anos. Torero ressaltou que as opiniões emitidas na palestra são pessoais e não tem vinculação institucional com o Banco Mundial.
Fonte: Agrolink. >>

LEIA TAMBÉM

Margem de Garantia: o grande diferencial do Mercado Futuro >>
Deral eleva previsão de área plantada de soja em 2017/18 e reduz a de milho verão >>
USDA: Estoques trimestrais de soja e milho dos EUA ficam abaixo do esperado >>
Soja opera com leves baixas em Chicago nesta 6ª feira e ainda sente colheita nos EUA e plantio no Brasil >>

Artigos relacionados